Televisão

Programa Eliana e SBT são alvos de processo de cantora no valor de R$ 342 mil

Uma mulher que ganhou um concurso, em 2011, no Programa Eliana, levou a melhor contra o SBT numa guerra judicial de anos. De acordo com o jornalista Rogério Gentile, do UOL, o canal foi condenado a pagar R$ 342 mil para a mulher, já que nunca recebeu o prometido.

Na época, Vania de Souza ganhou um concurso intitulado de “Tem Um Cantor Gospel Lá em Casa”, quadro do Programa Eliana que prometia o valor de R$ 5 mil reais, mais a gravação de um CD.

Leia mais: Rebeca Abravanel e Alexandre Pato mostram filho pela primeira vez

No entanto, a mulher chegou a receber um cheque simbólico dos jurados da atração, mas, não recebeu o valor do programa e nem a gravação do CD. No processo contra o SBT e Support Congressos, Vania alegou que pausou sua vida profissional devido à promessa de emplacar na carreira musical.

Sem a gravação do CD, a mulher enfatiza que teve seu sonho “interrompido”. O SBT recorreu da decisão e afirmou que a Support Congressos era a grande responsável pela premiação e gravação do CD.

A Support por sua vez afirma que Vania havia gravado um CD anteriormente, o que ia contra a regra do concurso. A empresa também enfatizou que, havia marcado diversas vezes às gravações do CD, porém, Vania nunca teria comparecido ao local.

Eliana de mudança

Eliana anunciou no dia 01 de Abril que não renovará contrato com o SBT. A apresentadora decidiu deixar o canal paulista após 15 anos. A loira começou sua carreira na década de 90, no SBT. Em 1998, migrou para a TV Record por onde ficou por 11 anos.

Em 2009 voltou à emissora de Silvio Santos para disputar a audiência dos domingos. Já que o seu Tudo É Possível, na Record, foi muito bem na audiência com o seu comando. Na volta ao SBT, Eliana despontou como a maior apresentadora do Brasil.

Mateus Mider

Mateus Mider é jornalista e editor-chefe do ADTV. Sempre teve um grande fascínio com o mundo da televisão e ama o entretenimento. Preza pela credibilidade e informação objetiva.
Botão Voltar ao topo